II Confer√™ncia Freire: Construindo a ponte entre educa√ß√£o popular e universidade
Arte: Ivan Jer√īnimo
Manual de Instru√ß√Ķes para a Chamada de Trabalhos

Última atualização: 28.07.2022

Clique aqui para acessar o formul√°rio.

Data limite: 20 de agosto de 2022

Este chamado visa orientar a submiss√£o de resumos para participa√ß√£o na II Confer√™ncia Freire: Construindo a ponte entre educa√ß√£o popular1 e universidade que acontecer√° entre os dias 17 e 21 de outubro de 2022. Trata-se de uma confer√™ncia internacional, multicultural e interdisciplinar, organizada pelo Coletivo Latino-Americano de Pesquisa em Educa√ß√£o em Cambridge (CLAREC) e pelo movimento social de educa√ß√£o popular Universidade Emancipa, junto a um coletivo de pessoas pertencentes a diversas institui√ß√Ķes acad√™micas e movimentos sociais. Podem submeter trabalhos: estudantes, pesquisadores/as, militantes de movimentos sociais, educadores populares, trabalhadores da educa√ß√£o, trabalhadores/as da cultura e pessoas interessadas.

A II Confer√™ncia Freire – ‚ÄúConstruindo a ponte entre educa√ß√£o popular e universidade‚ÄĚ – se prop√Ķe a alargar os limites e transgredir as barreiras que separam a comunidade acad√™mica dos saberes populares a partir da realiza√ß√£o de encontros e espa√ßos pluriculturais, democr√°ticos e populares que tenham como horizonte a auto-organiza√ß√£o dos oprimidos e a luta pela transforma√ß√£o e justi√ßa social.  

Para participar da conferência é possível realizar submissão de resumo em um dos três formatos: apresentação de trabalho, atividade artístico-cultural e conversa aberta

  1. Submiss√£o de resumos

Para submissão de resumo é preciso observar alguns critérios:

1.1  Os resumos devem ser enviados via Google formul√°rio;

1.2 A autora ou o autor respons√°vel deve indicar seu nome completo (bem como o da coautora ou coautor, se houver) e a sua afilia√ß√£o (universidade, movimento, grupo de pesquisa, etc.);  

1.3 Os resumos devem ser limitados a 500 palavras. As referências bibliográficas não são incluídas na contagem de palavras.

1.4 Os resumos devem conter: objetivo; embasamento te√≥rico-pr√°tico-filos√≥fico; quest√£o discutida (quando aplic√°vel); abordagem; m√©todos de an√°lise e reflex√£o adotados; principais resultados e contribui√ß√Ķes. Al√©m disso, indicar como o trabalho se relaciona com o tema central da confer√™ncia, “Construindo a ponte entre a educa√ß√£o popular e a universidade”.

1.5 Os resumos podem ser redigidos em inglês, português ou espanhol.

1.6 A autora ou o autor dever√° indicar em qual dos tr√™s formatos abaixo o trabalho ser√° apresentado: 

  1. Apresentação de trabalho (exposição do resumo, formato online);
  2. Atividade artístico-cultural (apresentação, exibição, formato online ou presencial nas sedes);
  3. Conversa aberta (diálogos em forma de círculo de cultura, formato online ou presencial nas sedes);

1.7 A autora ou o autor deverá indicar até dois eixos articuladores que melhor definem a linha temática do seu trabalho. Tal classificação servirá de base para determinar como o trabalho será alocado na agenda da conferência. As linhas de pesquisa são:

1) Educação popular para o bem-viver? Diálogos que desafiam a colonialidade do saber, do ser e da natureza.

Temáticas voltadas para a educação popular que levam em conta a relação com a natureza, os povos tradicionais, e outros contextos que desafiam lógicas coloniais.

2) Epistemologias, pedagogias e perspectivas críticas feministas, antirracistas e decoloniais.

Contribui√ß√Ķes dos movimentos sociais como feminismo, movimentos negros, movimentos de luta pela educa√ß√£o, luta pela terra, movimento LGBTQIA+, movimento ind√≠gena, e outros para a educa√ß√£o popular e para a mudan√ßa de paradigmas na produ√ß√£o de conhecimento.

3) Globaliza√ß√£o, neoliberalismo e as transforma√ß√Ķes da educa√ß√£o e do saber em tempos de barb√°rie; 

Educa√ß√£o banc√°ria no contexto contempor√Ęneo e resist√™ncias empreendidas por educadorxs buscando o ‚Äúser mais‚ÄĚ em tempos de barb√°rie. 

4) Experiências, contextos e tecnologias da educação e educação popular no centro e na periferia;

Relação entre tecnologias e mudanças sociais na educação nos contextos do centro e da periferia.

5) Pesquisa e novas metodologias em educação e educação popular: subvertendo hierarquias.

Compartilhamento de pesquisas e de experiências educativas com foco em metodologias freirianas, participativas ou similares que contribuem para questionar o status quo.

6) Freire e freirianos: revisitando legados, ampliando leituras de mundo e as maneiras de transform√°-lo.

Diálogos frutíferos entre Paulo Freire e outros/as intelectuais que buscam construir uma educação libertadora.

1.8 Os resumos devem ser submetidos apenas uma vez, caso haja mais de uma submiss√£o a comiss√£o ir√° considerar o √ļltimo arquivo enviado, d√ļvidas e solicita√ß√Ķes devem ser encaminhados por email: freireconference@gmail.com 

2. Seleção de trabalhos

2.1 Os trabalhos devem atender os princípios, valores e objetivos da conferência.

2.2 Os autores deverão participar da oficina que será realizada anteriormente à Conferência, no dia 24 de setembro.

3. Cronograma

3.1 A submiss√£o dos resumos seguir√° o seguinte cronograma:

Tipo de submissãoInícioFim
Apresentação de trabalho26 de julho, 202220 de agosto, 2022
Atividade artístico-cultural26 de julho, 202220 de agosto, 2022
Conversa Aberta 26 de julho, 202220 de agosto, 2022

3.2 Os autores dos trabalhos selecionados ser√£o notificados no dia 15 de setembro de 2022.

3.3 A oficina com proponentes acontecer√° no dia 24 de setembro de 2022

4. Apresenta√ß√Ķes

4.1 As apresenta√ß√Ķes dos trabalhos, independentemente do formato expositivo, art√≠stico-cultural ou dial√≥gico, poder√£o ser realizadas de forma online ou no formato h√≠brido (presencial nas sedes transmitidas online). 

4.2 A forma de apresenta√ß√£o, a aloca√ß√£o na agenda da Confer√™ncia e o tempo limite para apresenta√ß√£o de cada trabalho ser√£o anunciados e validados durante a oficina com os autores. 

4.3 As autoras e os autores podem usar slides e outros materiais digitais para suas apresenta√ß√Ķes.  

4.4 Os arquivos das apresenta√ß√Ķes devem ser enviados por e-mail para freireconference@gmail.com em formato de apresenta√ß√£o (ppt ou pdf). Em caso de v√≠deos,enviar um link de acesso at√© 1 dia antes da apresenta√ß√£o.

4.5 As apresenta√ß√Ķes devem incluir: o t√≠tulo do trabalho e nome completo de autor (a/as/es) (es) e coautor (es), e afilia√ß√Ķes. 

4.6 As apresenta√ß√Ķes ser√£o gravadas e poder√£o ser publicadas nos canais de comunica√ß√£o e redes sociais de CLAREC e da Universidade Emancipa.

5. Considera√ß√Ķes finais

5.1. D√ļvidas e quest√Ķes t√©cnicas devem ser encaminhadas √† comiss√£o organizadora via e-mail para freireconference@gmail.com 

5.2 A comiss√£o organizadora tratar√° de quest√Ķes e situa√ß√Ķes espec√≠ficas n√£o descritas neste manual de instru√ß√Ķes.


Comitê Científico (em ordem alfabética)

Comitê Científico (em ordem alfabética)

  • Adriana da Silva Maria Pereira – mestranda em Educa√ß√£o Inclusiva na Universidade Estadual ‚ÄúJ√ļlio Mesquita Filho‚ÄĚ e coordenadora da Universidade Emancipa.
  • Alexandre da Trindade – cofundador da Cambridge Latin American Research in Education Collective (CLAREC) e doutorando em Educa√ß√£o na Universidade de Cambridge.
  • Andrea Figueiredo Oliveira – Soci√≥loga com especializa√ß√£o em Administra√ß√£o P√ļblica (UFMG) foco em inclus√£o educacional, atuou em consultorias de desenvolvimento comunit√°rio e lecionou no  EJA. Atualmente √©  pesquisadora aut√īnoma sobre  integra√ß√£o dos territ√≥rios Freireanos  e  produz arte para educa√ß√£o popular e desenvolvimento humano. 
  • Daniela Mussi – Professora do Departamento de Ci√™ncia Pol√≠tica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Programa de P√≥s-Gradua√ß√£o em Ci√™ncia Pol√≠tica da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Coordenadora da Rede Emancipa e da Universidade Emancipa.
  • Eliane Alves da Silva – P√≥s-doutora em Ci√™ncias Humanas e Sociais pela Universidade Federal do ABC. Coordenadora Adjunta do Grupo Pol√≠tica, Pol√≠ticas P√ļblicas e A√ß√£o Coletiva (3PAC/UFABC) e da Escola Preparat√≥ria para a P√≥s-Gradua√ß√£o em Humanidades (P√≥s-Graduar). Coordenadora da Universidade Emancipa. 
  • Giovanna Henrique Marcelino – doutoranda em Sociologia na Universidade de S√£o Paulo (USP) e coordenadora da Rede Emancipa e Universidade Emancipa.
  • Henrique Safady Maffei – Doutor em educa√ß√£o. Especialista em Educa√ß√£o para a diversidade. Professor de hist√≥ria na Rede Municipal de Porto Alegre. Universidade Emancipa.
  • Jessica Visotsky –  doctora en Historia. Postdoctora en Ciencias Humanas y Sociales. Universidad Nacional del Sur Argentina. Dir. Revista Nuestram√©rica, Chile.
  • Joana Sal√©m Vasconcelos – Doutora em Hist√≥ria Econ√īmica pela Universidade de S√£o Paulo (USP) com est√°gio doutoral na Universidade da Calif√≥rnia; coordenadora editorial da revista Latin American Perspectives; professora de Hist√≥ria Contempor√Ęnea na Faculdade C√°sper L√≠bero; coordenadora da Universidade Emancipa e co-fundadora da Rede Emancipa.
  • Jo√£o Paulo Reis Soares – mestre e doutorando em ensino e hist√≥ria das ci√™ncias e da matem√°tica pela UFABC, editor de materiais did√°ticos, coordenador do Gedir UFABC.
  • Josefina L. Sim√Ķes – coordenadora da Rede Emancipa, mestre pela USP no ensino de portugu√™s para falantes de outras l√≠nguas – Especialista, educadora e ativista na educa√ß√£o lingu√≠stica para imigrantes.
  • Juliana Spadotto – mestre em Educa√ß√£o pela Universidade de Cambridge (Artes e Cultura) e membro do Cambridge Latin American Research in Education Collective (CLAREC).
  • Ma√≠ra Tavares Mendes – cofundadora da Rede Emancipa, coordena√ß√£o da Universidade Emancipa, Professora da Universidade Estadual de Santa Cruz, Visiting scholar na Universidade de Cambridge.
  • Marcela de Andrade Rufato – professora na Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG), doutoranda em Educa√ß√£o na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e colaboradora da Universidade Emancipa.
  • Maria Let√≠cia Corr√™a – Professora do Departamento de Ci√™ncias Humanas da Faculdade de Forma√ß√£o de Professores e do Programa de P√≥s-Gradua√ß√£o em Hist√≥ria Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Integra a Universidade Emancipa.
  • Moana Campos Soto – mestre e doutoranda em Museologia na Universidade Lus√≥fona, muse√≥loga na UFRJ e coordenadora do grupo ‘Sociomuseologia + Paulo Freire’ da C√°tedra UNESCO-ULHT ‘Educa√ß√£o, Cidadania e Diversidade Cultural’. 
  • Nina Lys Nunes – P√≥s-Doutora, no √Ęmbito do Programa USP Sustentabilidade (USPSusten), doutora em Pol√≠ticas P√ļblicas Estrat√©gias e Desenvolvimento (PPED), pelo Instituto de Economia (IE) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e pesquisadora do projeto Articulafito da Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz).
  • Roc√≠o Fern√°ndez Ugalde – cofundadora da Cambridge Latin American Research in Education Collective (CLAREC) e doutoranda em Educa√ß√£o na Universidade de Cambridge
  • Thayn√° Rodrigues Aguiar de Almeida – estudante do curso de Gradua√ß√£o de Rela√ß√Ķes e Internacionais pelo UFRJ.
  • Vivian Martins – Professora de Educa√ß√£o a Dist√Ęncia e Tecnologias Educacionais do Instituto Federal do Rio de Janeiro. Pedagoga, mestra e doutora em Educa√ß√£o (UERJ).  
%d bloggers like this: